Centro Cirúrgico

A Fundação Padre Albino iniciou a construção do Centro Cirúrgico do Hospital Escola Emílio Carlos, no final de 1997, com a contribuição dos médicos e mão-de-obra própria. O Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde contribuiu com uma verba no valor de R$ 490.000,00.

Com 880 m² de área total, o Centro Cirúrgico possui dois andares. No térreo, os vestiários masculino e feminino ficam alocados com a entrada totalmente independente. A entrada dos clientes, localizada no primeiro andar, é feita por transfer para evitar a contaminação. No mesmo andar, há uma sala de pré-anestésico com três leitos, seis salas de cirurgia, central de materiais, sala de recuperação pós-anestésica com dez leitos, enfermeira, secretaria, sala de materiais e medicamentos, câmera escura, sala de repouso e três salas de expurgo. O ar-condicionado e os gases anestésicos são fornecidos através de uma central dotada de sistema de reserva.

O Centro Cirúrgico tem capacidade para realizar cirurgias em especialidades como otorrinolaringologia, ortopedia, urologia, cirurgia vascular, oftalmologia, gastroenterologia, cirurgia geral, oncologia e cirurgia plástica restauradora.

A equipe de enfermagem é composta por profissionais com vasta experiência nas diversas especialidades cirúrgicas.

O Departamento de Anestesia possui profissionais gabaritados, garantindo uma assistência com qualidade, segurança e humanização.

Anualmente, a unidade realiza mais de 1.800 cirurgias.

O Centro Cirúrgico recebeu o nome “Dr. João Miguel Calil” em homenagem ao médico, falecido em 2004, que foi docente do curso de Medicina da então FAMECA (Faculdade de Medicina de Catanduva), chefe dos Ambulatórios de Ensino do Hospital Emílio Carlos e um dos grandes batalhadores e incentivadores para a construção do Centro Cirúrgico.

Contato: (17) 3311-3200 - ramal 3221.