Humanização

Assim como o Ministério da Saúde, os hospitais Emílio Carlos e Padre Albino têm o objetivo de transformar o modo de se fazer assistência hospitalar com humanização.

A diretoria da Fundação Padre Albino nomeou um Comitê e Comissões de Humanização para o desenvolvimento de atividades e projetos voltados aos clientes e colaboradores. O Grupo de Trabalho de Humanização – GTH dos hospitais da Fundação Padre Albino auxilia no fortalecimento do diálogo entre os profissionais e mantém um compromisso com o cliente para uma atenção cada vez mais acolhedora, resolutiva e humana.

Transformar práticas de saúde exige mudanças no processo de construção dos sujeitos dessas práticas. Somente com colaboradores e clientes protagonistas e corresponsáveis é possível efetivar a proposta que o Sistema Único de Saúde – SUS faz na universalidade do acesso, na integralidade do cuidado e na equidade das ofertas em saúde.

Os hospitais da Fundação Padre Albino praticam as diretrizes e os dispositivos da Política Nacional de Humanização e estudam constantemente a Política Estadual de Humanização, incorporando em suas atividades concepções que visam garantir os direitos dos clientes e dos trabalhadores.