Somos Sustentáveis

Criado pela Resolução SS 13, de 05 de fevereiro de 2014, o programa paulista de “Auxílio Financeiro Santa Casa Sustentável” encontra-se no momento no limiar de seu Ano IV tendo muito a comemorar.
O objetivo principal do programa é “contribuir para o desenvolvimento de um parque hospitalar de referência no Estado de São Paulo, capaz de prestar serviços de saúde de qualidade e resolutivos, de média e de alta complexidade, que atendam às necessidades e demandas da população, em especial aquelas encaminhadas pelo setor de regulação do acesso e integrar as redes de atenção à saúde no estado”. Em palavras simples, o governo do Estado de São Paulo, vendo a penúria das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos em razão do não reajuste da tabela SUS e tendo consciência do excelente serviço prestado por essas entidades, resolveu complementar, com dinheiro do Tesouro estadual paulista, o orçamento dos filantrópicos com o único objetivo de qualificar seu atendimento, ou seja, o dinheiro novo não se destinou ao aumento de produção, mas sim à melhoria geral do atendimento prestado; lembrando que os hospitais filantrópicos atendem mais de 50% de toda a demanda SUS e recebem apenas um terço do orçamento da saúde.
Dentro de um quadro nacional de sub-financiamento, essa iniciativa do governo paulista veio trazer não só um lenitivo financeiro às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, mas principalmente a melhoria na qualidade de atendimento dos usuários do Sistema Único de Saúde.
Subdivididos em “Estruturantes”, “Estratégicos” e de “Apoio”, esses hospitais – dos quais a Fundação Padre Albino participa nas categorias “Estruturante” (HPA) e “Estratégico” (HEC) – passaram a receber, respectivamente, 70%, 40% e 10% de seu teto MAC (média e alta complexidade) com o objetivo único e exclusivo de aperfeiçoar as estruturas existentes e adotar melhores práticas de atenção e gestão à saúde do usuário. Para isso foram criados 44 (quarenta e quatro) novos indicadores, sendo 33 (trinta e três) de qualificação da gestão e 11 (onze) para aferimento da produção.
Os resultados têm sido excelentes. E para comemorar isso e dar conhecimento público do sucesso desse programa, a Fehosp juntamente com a Secretaria de Estado da Saúde vão realizar um evento no dia 12 de março no Centro de Convenção Rebouças (USP), onde esperam receber mais de 800 (oitocentas pessoas) representando todas as entidades participantes do programa, o governador do Estado, o secretário estadual e secretários municipais da saúde, prefeitos e demais autoridades. A Fundação, claro, estará presente com muitos representantes,não só porque participa do programa, mas principalmente porque tem sido com seus hospitais Padre Albino e Emílio Carlos, ao longo das avaliações trimestrais, senão o primeiro, pelo menos um dos primeiros em suas respectivas categorias.
Como bem disse o presidente da Fehosp, Dr. Edson Rogatti: “as Santas Casas e Hospitais Beneficentes fazem questão de renovar publicamente com o Governo do Estado de São Paulo nosso compromisso com o Programa Santas Casas SUStentáveis, um exemplo de sucesso em gestão de saúde pública que deve servir de inspiração para as demais regiões do país”.
A Fundação Padre Albino assina embaixo, claro!

José Carlos Rodrigues Amarante
Presidente da Diretoria Administrativa da
Fundação Padre Albino (Catanduva/SP)

Sair